NOTÍCIAS
Actualidades do IPP
29 Fevereiro 2016 | Vista 1086 vezes |

COMANDANTE PEDRO PIRES ENVIA CARTA AO MPLA POR OCASIÃO DO FALECIMENTO DE LÚCIO LARA


Leia, na íntegra, a Carta do Comandante Pedro Pires endereçada ao Bureau Político do MPLA, por ocasião do falecimento de Lúcio Lara, um dos históricos precursores da luta de libertação de Angola.

Ao BUREAU POLÍTICO do MPLA, 

LUANDA

Praia, aos 28 de Fevereiro de 2016

Estimados Camaradas,

Foi com bastante tristeza que tomamos conhecimento do passamento, ontem, do camarada LÚCIO LARA, um dos históricos precursores da luta de libertação de Angola, assim como, da luta emancipadora dos Povos, então colonizados, de Cabo Verde, da Guiné-Bissau, de Moçambique e de São Tomé e Príncipe, e membro-fundador do vosso grande Partido da Libertação Nacional.

Com este desaparecimento, Angola perdeu um dos seus combatentes da liberdade mais determinados, fiéis e coerentes. Com efeito, LÚCIO LARA foi companheiro de jornada dos nossos “mais velhos” e imortais, Agostinho Neto, Amílcar Cabral, Mário Pinto de Andrade, Eduardo Santos, Iko Carreira, Noémia de Sousa, Humberto Machado, Alda do Espírito Santo, Aristides Pereira, Vasco Cabral, Luís Cabral, Eduardo Mondelane, entre outros, hoje também desaparecidos.

Perdemos ainda um companheiro que foi exemplo de confiança e de coragem durante o complexo e árduo combate que tivemos que travar contra o colonialismo retrógrado que oprimia os nossos Povos. Nunca transigiu nem vacilou perante as dificuldades, as conspirações e as armadilhas que marcaram o nosso percurso histórico e heróico, verdadeiramente, espinhoso e árduo. Soube estar sempre no lugar certo e na hora certa. Foi assim, um dos obreiros maiores da nossa vitória sobre a opressão e a exploração coloniais. Conquistada a independência, demonstrou um grande desapego às honras e ao poder, evidenciando a sua enorme generosidade física e espiritual. Face à enormidade desta perda reconforta-nos, contudo, a ideia de que o exemplo fecundo de LÚCIO LARA encontrará muitos seguidores no seio da juventude angolana.

Ademais, LÚCIO LARA era um camarada e amigo por quem tínhamos uma grande admiração e muito carinho. Constituía uma referência moral que nos acompanhou durante a nossa vida e o nosso combate comum, ao serviço das causas por que batíamos. A sua morte é também uma perda para nós e para Cabo Verde.

Por tudo isso, honra-nos, nesta hora dolorosa, inclinar respeitosamente perante a figura do combatente da liberdade, do patriota e do servidor leal dos nobres ideais do Povo Angolano, que foi LÚCIO LARA. Em forma de despedida, rendemos-lhe uma humilde e fraterna homenagem!

Peço-vos, Estimados Camaradas, que façais chegar aos seus companheiros de jornada e às militantes e militantes do MPLA os nossos pesares e os nossos sentimentos de confiança no futuro, assim como, a nossa solidariedade fraterna e constante. Rogo-vos ainda que façais chegar aos Filhos, meus estimados amigos, Paulo, Vanda e Bruno, a nossa mensagem solidária.

Por fim, até sempre, Camarada LÚCIO LARA! Creiam, Estimados Camaradas, nos meus sentimentos de muita amizade, de companheirismo e de solidariedade constante.

Pedro Verona PIRES

Menu Top